Terça-feira, 21 de Dezembro de 2010

ainda me lembro quando morreste. vim do porto até à terrinha atrás do teu caixão. acho que foi a última vez que chorei. foi quando te fecharam eternamente no escuro. mas. tu tinhas um escritório que precisava de ser arrumado e uma festa de 25 anos de casamento a ser dissolvida. quanta tristeza me ia no peito e não saía. mas só pensava no teu escritório, onde eu perdia tardes. ia para lá desde o 5º ano. perdia-me a ler as enciclopédias, vasculhava os dicionários, lia todos os teus livros de Direito. adorava organizar as tuas estantes, adorava sentir as lombadas dos livros com as pontas dos dedos. e como amava abrir um livro, lê-lo e ver que já lá tinha a tua assinatura. deste-me todo este amor ao conhecimento e à justiça. tornaste-me consciente. e, quando tive que entrar naquele escritório outra vez, não para te ver, mas para te esvaziar é que me apercebi que eras um romântico. encontrei junto aos teus livros um anel. um anel de ouro branco rodeado de diamantes. ias dá-lo à tua mulher dois meses depois não era? e morreste sem o poderes fazer. tive de ser eu, entre lágrimas e suspiros e carregando a dor pesada no peito que peguei na caixa preta com um pequeno laço e a dei á minha mãe. e disse-lhe apenas. é para ti.

esvaziei o escritório e perdi-te. não sei quando te encontrarei outra vez, não sei quando voltarei a sentir esse teu perfume, sei que me fizeste Grande, me deste um sorriso, me amaste. sei, apenas por ti, o que é o amor.



publicado por naná às 00:28 | link do post | comentar

10 comentários:
De Beatriz a 21 de Dezembro de 2010 às 00:29
o texto está lindo :x, desculpa invadir


De Antonio F a 21 de Dezembro de 2010 às 01:14
Passei por aqui para um segundo cafezinho ,breve, mas este texto fez com que ficasse mais um pouco. Tocou-me profundamente, trouxe-me à memória um momento, já longínquo, mas que se matém sempre fresco. Tambem fiquei orfão de pai, ainda muito novo,  e é uma dor que não passa, e uma ferida que nunca cura. Não partilho essa dor, porque é só minha, e isso faz-me chorar por dentro, muitas vezes...
Este segundo cafezinho, hoje teve um sabor salgado...
  



De naná a 21 de Dezembro de 2010 às 14:27

um ferida sempre aberta é o que todos nós, orfãos, transportamos no peito. partilhar a dor que eu carrego? todos os dias. escrevo para isso mesmo, já que ás lágrimas não correm e os gritos não ecoam. sim, hoje o café teve o sabor de lágrimas, para mim, o sabor da memória.
beijinhos:) e bom natal AntonioF :)


De Antonio F a 21 de Dezembro de 2010 às 23:51
Obrigado pelas tuas palavras.  Parece haver sempre uma mensagem  no que escreves, que toca indelevelmente, nas emoções.
Um natal com muitos :)


De naná a 22 de Dezembro de 2010 às 16:37

beijinhos.


De Miki Koishikawa a 21 de Dezembro de 2010 às 13:01
Sabes nunca na minha vida perdi alguém de quem amava, por isso, não sei de maneira alguma, o que estás a sentir. Mas já me disseram, que a dor não passa nunca, apenas aprendemos a viver com ela. Espero que tu tenhas aprendido, e que não sofras tanto, mas que penses que um dia depois desta vida, o irás reencontrar e sentir o seu perfume. :)


De Felícia a 21 de Dezembro de 2010 às 14:56
Vão encontrar-se um dia, tenho a certeza, naná, vais ver.

Sorri, pensa no quanto aprendeste com ele e no quanto ele te fez feliz.

Beijinhos ^^


De narmy. a 21 de Dezembro de 2010 às 16:07
percebo, e se é a escrever assim que te sentes bem, então fá-lo.

deve ser agonizante a dor silenciosa por que passas. mas por que não chorar?  chora, se estás triste. vale mais a pena, acredita. passei um ano sem chorar, há uns tempos, e nem sei como o fiz. agora choro quando me apetece. este texto está fantástico.


De raspberryessence a 21 de Dezembro de 2010 às 19:09
adorei o texto, mesmo sem fazer ideia do que possas sentir, tocou-me bastante.
um beijinho.


De Emy a 22 de Dezembro de 2010 às 16:46
este texto está lindo e carregado de sentimento, adorei :)

vou seguir-te, beijinhos


Comentar post

mais sobre mim
arquivos

Abril 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010