Domingo, 7 de Novembro de 2010

desde que o meu pai foi internado com dores agudas nas costas, e saindo do hospital com esperança média de vida de 3 meses, sobrevivendo 3 anos, que me tornei um pouco hipocondríaca. porque, o cancro, esse, mata silenciosamente e não poupa ninguém. não foi só ele quem morreu. fui eu também. e eu era tão jovem, tão jovem que não entendia porque lhe custava a andar. não entendia aquelas saídas repentinas, aquele dinheiro gasto em almoços de família. era tão jovem que nem dei conta que te tornaste mais suave, mais amigável. era tão jovem que te perguntava porque cheiravas tão mal da boca, quando não sabia que esse era o cheiro da morte. era tãojovem que quando morreste, depois dos transplantes, eu prometi que nunca ia depender de vícios, como o álcool ou o tabaco. era tão jovem que fechei o meu coração a estranhos, e deixei de chorar. e eu era tão jovem que quando morreste ganhei rugas. e envelheci. hoje tenho 16 anos e há 2 que chego do teu perfume e uso os teus pijamas e camisolas. hoje, tenho 16 anos e penso como gente de 24. porque o cancro, esse que te consumiu mudou-me e tirou-me a juventude.


música hey, that's no way to say goodbye - leonard cohen

publicado por naná às 20:27 | link do post | comentar

14 comentários:
De Miki Koishikawa a 7 de Novembro de 2010 às 20:37
:')


De Catherine a 7 de Novembro de 2010 às 20:39
tocante e arrepiante, é o que tenho a dizer deste teu texto que vai para os meus favoritos. tirou-te a juventude mas deu-te a visão de vida que nem todos tem.
obrigada pelo teu comentário. nunca ninguém me tinha dito algo do genero. :)
beijinho


De Miki Koishikawa a 7 de Novembro de 2010 às 20:49
Acredita que é mesmo gratificante, experimenta ^^


De summer wright a 7 de Novembro de 2010 às 20:52
tens uma história muito trágica, mas isso só demonstra o quão forte e guerreira és. cada pequeno desastre torna-nos melhores e realmente, achava-te uma mulher e descobri hoje que és ainda menina-mulher. parabéns, ganhaste uma admiradora, porque mesmo não te conhecendo, sei que quem enfrenta tantas adversidades é uma pessoa mais completa que quem vive em redoma de cristal. 


De summer wright a 7 de Novembro de 2010 às 20:53
é como costumo andar. mas também gosto muito do colar.


De Bonnie M. a 7 de Novembro de 2010 às 21:06
Às vezes também sou um pouco hipocondríaca :x
Principalmente essas doenças são tão assustadoras!
Calculo que deva ser horrível perder alguém que amamos tanto e que nos é tão próximo... Lamento muito.
Há coisas que nos fazem realmente crescer depressa. Mais do devíamos, talvez. 


De Marie Vivien a 7 de Novembro de 2010 às 21:35
É complicada a tua situação. E espero que com o tempo ultrapasses isso. Nem quero imaginar se algum dia isso acontecesse comigo. Era terrivel. O que interessa é que vás ficando bem, com o tempo. Beijinhos, e obrigada por todos os comentários que tens feito ao meu bloguinho. :)


De summer wright a 7 de Novembro de 2010 às 23:16
obrigada. eu escrevo assim, não sei :b correu bem, mas eu estava ligeiramente passada. mas depois correu bem, já me mexo em condições.


De p. a 8 de Novembro de 2010 às 01:18
Crescemos muito com os obstáculos que a vida nos coloca à frente. 
E linda aquela frase que me mandaste :)


De Catia a 8 de Novembro de 2010 às 14:33
Adorei a simplicidade com que tu te conseguiste explicar neste texto, porque tudo isso que sentes é tudo menos simples. A vida é dura, para algumas pessoas mais do que para outras, mas é dura. E essa dureza faz-nos crescer depressa demais por vezes. Envelhece-nos de tal forma que perdemos toda a nossa juventude ainda antes de lá termos chegado. Nunca percas a esperança minha querida, esse envelhecimento há-de servir para alguma coisa. Também vai impedir a entrada de pessoas na tua vida. Mas não penses demais nisso. Porque quando alguém tiver que fazer parte da tua vida, esse alguém vai fazer por o merecer.
Beijinho e força :) *


Comentar post

mais sobre mim
arquivos

Abril 2013

Novembro 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Dezembro 2011

Setembro 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010